Buscar
  • sindicatoruralderioverde

RALLY DA SAFRA PASSA POR RIO VERDE NESTA NOITE

Rally da Safra avalia lavouras de soja precoce no Sudeste do Mato Grosso, Sudoeste de Goiás e Nordeste e Sul do Mato Grosso do Sul

Objetivo é monitorar áreas que sofreram impacto do clima seco no plantio





Nesta segunda-feira tem início uma nova etapa da 18ª edição do Rally da Safra, com três equipes realizando o trabalho de campo quase simultaneamente em diferentes regiões. A partir do dia 01 de fevereiro, as Equipes 3 e 4 do Rally da Safra percorrerão áreas de soja nas regiões Sudeste do Mato Grosso e Sudoeste de Goiás. Partindo de Cuiabá, os técnicos da Equipe 3 vão visitar lavouras no entorno dos municípios de Campo Verde, Primavera do Leste, Rondonópolis, Itiquira e Alto Garças, retornando para Cuiabá ao finalizarem a etapa, no dia 06 de fevereiro. Já a Equipe 4 parte de Cuiabá também direção ao Sudeste do Mato Grosso e segue até o Sudoeste goiano, onde visitará o entorno de Mineiros, Jataí e Rio Verde, encerrando a etapa no dia 05 de fevereiro. A Equipe 5 deixará Goiânia dia 04 de fevereiro, passando por Rio Verde, ainda em Goiás, e depois seguirá para o Mato Grosso do Sul, onde visitará Chapadão do Sul, Sidrolândia, Dourados, Ponta Porã, Naviraí e Dourados, finalizando a etapa em Campo Grande, no dia 11 de fevereiro.


O novo formato do Rally da Safra atende as medidas de distanciamento social em virtude da Covid-19, contando com maior número de equipes e número restrito de integrantes por carro, para garantir a segurança de todos. A realização de visitas aos produtores e de eventos regionais estará condicionada ao cenário da pandemia no Brasil e seguirá todos os protocolos determinados pelas autoridades de saúde. A expedição técnica terá forte presença da comunicação digital, com reuniões virtuais com agricultores por meio de plataformas de videoconferência, eventos na internet e a nova TV Rally.


O Sudeste do Mato Grosso foi afetado no início do plantio por condições climáticas adversas, que há muito não eram vistas no estado. O clima seco entre os meses de setembro e outubro atrasou o plantio das variedades precoces. A situação impactou o calendário do algodão segunda safra e parcialmente o do milho safrinha. Diante do cenário atípico, o rendimento das lavouras deve registrar redução. A estimativa pré-Rally da Safra indica que os produtores do Mato Grosso devem colher em torno de 55,5 sacas por hectare, redução de 7,5% em relação à safra passada, quando atingiram 60 sacas por hectare.


Em um cenário mais favorável, Goiás registrou boas condições de plantio. Porém, o Sudoeste do estado, que faz divisa com Mato Grosso, sofreu com condições climáticas parecidas com as daquele estado. Por isso, apesar das boas expectativas de colheita nas lavouras de Goiás, em torno de 60,5 sacas por hectare, o volume deverá ser ligeiramente menor em comparação com a safra anterior, em virtude da perda de rendimento observada em algumas lavouras de soja do Sudoeste.




O Mato Grosso do Sul iniciou o plantio da soja precoce com melhores condições. As chuvas foram um pouco irregulares, mas aconteceram e a lavoura está se desenvolvendo bem. Nesta safra, o estado se destaca pela abertura de novas áreas, com aumento de 6,6% na área plantada em relação à safra passada. Apesar das condições favoráveis, a expectativa é que o estado colha em torno de 57,5 sacas por hectare, índice 4,6% inferior à média da safra passada. Esse número mais contido deve-se basicamente ao rendimento das áreas novas, que sentem mais neste início de plantio.


Nas avaliações das lavouras de soja precoce, os técnicos levantarão informações como rendimento das primeiras áreas, peso de grão, capacidade de recuperação das lavouras afetadas pela seca, impacto da seca no stand de plantas das lavouras mais precoces do Mato Grosso, condição climática durante a colheita, presença de grãos ardidos, manejo de pragas e doenças, calendário de implantação do milho safrinha e nível de tecnologia do milho safrinha.


Equipes em campo

Nesta 18ª edição do Rally serão 26 equipes em campo, das quais 20 avaliarão as lavouras de soja precoce no Mato Grosso, Sudoeste de Goiás, Mato Grosso do Sul e Oeste do Paraná e a soja de ciclo médio e tardio em todos os estados produtores até o mês de março. Outras seis irão a campo entre maio e junho para verificar as áreas de milho segunda safra. O levantamento acontecerá no Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins.


Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra 2021 chega à 18ª edição com patrocínio do Banco Santander, Phosagro, FMC e Rumo, e o apoio da Plant UP, Unidas Agro, FIESP e Universidade Federal de Mato Grosso.


O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo http://bit.ly/RallyRedesSociais


EQUIPE 3

DATA SAÍDA (manhã) UF OBSERVAÇÃO

31/jan Cuiabá MT Concentração da Equipe

01/fev Primavera do Leste MT Pernoite

02/fev Primavera do Leste MT Pernoite

03/fev Rondonópolis MT Pernoite

04/fev Itiquira MT Pernoite

05/fev Alto Garças MT Pernoite

06/fev Cuiabá MT Final-dispersão Equipe



EQUIPE 4

DATA SAÍDA (manhã) UF OBSERVAÇÃO

31/jan Cuiabá MT Concentração da Equipe

01/fev Primavera do Leste MT Pernoite

02/fev Rondonópolis MT Pernoite

03/fev Mineiros GO Pernoite

04/fev Jataí GO Pernoite

05/fev Jataí GO Final-dispersão Equipe





EQUIPE 5

DATA SAÍDA (manhã) UF OBSERVAÇÃO

03/fev Goiânia GO Concentração da Equipe

04/fev Rio Verde GO Pernoite

05/fev Chapadão do Sul MS Pernoite

06/fev Sidrolândia MS Pernoite

07/fev Dourados MS Pernoite

08/fev Ponta Porã MS Pernoite

09/fev Naviraí MS Pernoite

10/fev Dourados MS Pernoite

11/fev Campo Grande MS Final-dispersão Equipe





Informações à Imprensa:

Carol Silveira Assessoria de Comunicação

Ana Carolina Silveira/Janete Galbiati


0 comentário