top of page
Buscar
  • Foto do escritorsindicatoruralderioverde

Andali S/A e Rumo inauguram terminal de fertilizantes em Rio Verde (GO)

Infraestrutura recebeu investimento de R$ 160 milhões e movimentará mais de 1,5 milhão de toneladas de fertilizantes por ano.




A Diretoria do Sindicato Rural de Rio Verde, participou no dia 09 de agosto, da inauguração de

um terminal ferroviário de transbordo e uma misturadora de fertilizantes em Rio Verde (GO). A Andali S/A, joint venture formada pelas empresas CHS Agronegócios, BRFértil Fertilizantes e holdings fundadoras, e a Rumo, maior operadora de ferrovias do Brasil, inauguraram o empreendimento.


Com a nova infraestrutura, será possível a movimentação de fertilizantes a partir do Porto de Santos até Goiás, por meio da Malha Central (Ferrovia Norte-Sul) administrada pela concessionária. Com investimentos de R$ 160 milhões por parte da Andali S/A, o empreendimento amplia a capacidade operacional da empresa na região Centro-Oeste, reduzindo custos na cadeia de fertilizantes e gerando avanços na logística do agronegócio brasileiro.

O terminal, responsável pela geração de 1.000 empregos diretos e indiretos, será o principal ponto de movimentação de fertilizantes da Malha Central. A estimativa é que sejam movimentadas mais de 1,5 milhão de toneladas via ferrovia e misturadas mais de 750 mil toneladas do produto por ano para os players da região, entre eles a CHS, que já é parceira da Rumo na movimentação de grãos, e a BRFértil Fertilizantes. A capacidade total de recebimento é de até 3,5 milhões de toneladas por ano, o que garante uma operação eficiente diante de um potencial crescimento do mercado na região.


“A Andali é uma parceira estratégica e valiosa para o crescimento e fornecimento de fertilizantes da CHS”, diz o Diretor de Unidades de Negócios da CHS Brasil e atual Presidente do Conselho de Administração da Andali S/A, Anderson Cavaco. “O potencial da Andali em fornecer à CHS serviços de logística e mistura com eficiência, qualidade e competitividade dará maior sustentabilidade aos serviços oferecidos pela CHS aos nossos clientes-produtores que poderão utilizar na sua estratégia de demanda e gestão de riscos, gerando também maior oportunidade na cadeia de valor em utilizar seus grãos para aquisição de fertilizante de maneira antecipada”.

Aluisio Teixeira, CEO da BRFértil Fertilizantes e Conselheiro da Andali S/A, menciona que “o investimento em um projeto desta magnitude demonstra o potencial do agronegócio brasileiro. A logística integrada é certamente um desafio e fator determinante no impulsionamento de novos negócios. Investimentos como este nos dão a certeza de que seremos muito mais competitivos da porteira para fora das fazendas, gerando ganhos ao produtor rural”.




“Estamos muito satisfeitos pela parceria com a Rumo e com a construção deste projeto inovador, em que uma operação bandeira branca possui um transbordo ferroviário e uma misturadora de fertilizantes dentro do mesmo site” afirma Rafael Vaccari Gonçalves, Diretor Presidente da Andali S/A. “Este projeto permitirá que os nossos clientes entreguem fertilizantes com o custo mais competitivo para o estado de Goiás e porção importante do estado de Mato Grosso,”.


O acordo entre as empresas prevê que a Andali será responsável pela operacionalização e gestão de toda a infraestrutura do terminal de fertilizantes, já a Rumo responderá pelo transporte dos produtos a partir do Porto de Santos com destino a Rio Verde.

Rota estratégica


O montante investido pela Andali no projeto compreende os armazéns, equipamentos de mistura e descarga, prédios de descarga e limpeza de vagões, desvio ferroviário, prédios industriais complementares e prédios administrativos. A maior parte do recurso foi captado através de uma operação no mercado de capitais, com a emissão de uma série de debêntures e um CRI. “O terminal é um passo importante nesta parceria para desenvolvermos um eficiente ponto de movimentação de fertilizantes na região”, diz o vice-presidente comercial da Rumo, Pedro Palma. “O apoio da prefeitura de Rio Verde no desenvolvimento do projeto tem sido fundamental para que tenhamos aqui o principal terminal desse tipo de carga ao longo da Malha Central”.

A cidade foi escolhida pela sua posição geográfica estratégica na rota do agronegócio. Rio Verde será o principal polo de escoamento de grãos, insumos e fertilizantes, atendendo toda a região, além de contar com mão de obra especializada. O local escolhido para a construção do terminal de fertilizantes foi o complexo Rodoferroviário de Rio Verde. Esse terminal oferece complementaridade ao terminal de grãos, também instalado no local, oferecendo uma solução logística mais competitiva para as regiões de influência.


Bandeira branca, o novo terminal tem vocação para descarga e transbordo ferroviário e contará também com os serviços de mistura (industrialização), armazenagem, descarga rodoviária e carregamento a granel. Será operado em regime de pool, o que reduz custos e eleva a produtividade do transporte e do terminal.

Informações básicas

  • Trecho total concessionado da Rumo: 1.537 quilômetros, ligando Porto Nacional (TO) a Estrela D’Oeste (SP)

  • Investimento já realizado pela Rumo: R$ 711 milhões

  • Investimento que está sendo feito pela Andali no terminal em Rio Verde: R$ 160 milhões

  • Prazo do contrato de concessão: 30 anos, não prorrogável

Fonte: Larissa Spinelli

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page