top of page
Buscar
  • Foto do escritorsindicatoruralderioverde

TAXAÇÃO DO AGRO: PROJETO É APROVADO EM PRIMEIRA VOTAÇÃO




Sob vários protestos dos produtores rurais, 22 deputados estaduais aprovaram na noite desta quinta-feira, 17, na Assembleia Legislativa do Estado, em primeira votação, o projeto de lei nº 10803/22 que pretende estabelecer a cobrança de uma taxa sob a produção agropecuária em Goiás.

O projeto oriundo do Governador do Estado fixa uma taxação que pode ser de até 1,65% e a justifica é que ela servirá para minimizar a perda de arrecadação do ICMS por medida do Governo Federal. “Estamos passando por um momento delicado, somos totalmente contrários ao projeto, pois não é se criando novos impostos que serão sanados os problemas de arrecadação do Estado. Precisamos dar segurança jurídica aos produtores rurais e à sociedade e que o produtor rural continue aumentando a produção de alimentos em larga escala para que o consumidor final não seja prejudicado. Queremos que a agropecuária goiana continue crescendo”, esclarece o vice-presidente do Sindicato Rural de Rio Verde Everaldo Barbosa Pereira.

A mesma opinião tem o presidente do Sindicato Rural Olávio Teles Fonseca, que acredita que outras medidas e contensão de gastos em setores menos estratégicos poderiam auxiliar em muito, no déficit causado pela redução do ICMS dos combustível, energia e telecomunicações. “O projeto não irá afetar apenas o produtor rural, mas também a sociedade com o encarecimento dos alimentos”, explica.

Na terça-feira (22), o projeto de lei retorna para a pauta da Assembleia para a segunda votação.



CONFIRA QUEM FORAM OS DEPUTADOS A FAVOR DO PROJETO DE LEI

Álvaro Guimarães (UB);

Bruno Peixoto (UB);

Charles Bento (UB)

Dr. Antonio (UB);

Rubens Marques (UB);

Talles Barreto (UB);

Tião Caroço (UB);

Virmondes Cruvinel (UB);

Amilton Filho (MDB);

Francisco Oliveira (MDB);

Lucas Calil (MDB);

Thiago Albernaz (MDB);

Zé da Imperial (MDB);

Cairo Salim (PSD);

Max Menezes (PSD);

Wilde Cambão (PSD);

Coronel Adailton (PRTB);

Dr. Fernando Curado (PRTB);

Julio Pina (PRTB);

Jeferson Rodrigues (Republicanos);

Rafael Gouveia (Republicanos);

Henrique César (PSC).



DEPUTADOS CONTRA O PROJETO

Lissauer Vieira (PSD, presidente da Alego);

Antônio Gomide (PT);

Delegada Adriana Accorsi (PT);

Alysson Lima (PSB);

Amauri Ribeiro (UB);

Chico KGL (UB);

Sérgio Bravo (PSB);

Helio de Sousa (PSDB);

Cláudio Meirelles (PL);

Delegado Eduardo Prado (PL);

Major Araújo (PL);

Paulo Cezar Martins (PL);

Paulo Trabalho (PL);

Zé Carapô (Pros);

Delegado Humberto Teófilo (Patriota);

Gustavo Sebba (PSDB).







0 comentário

Comments


bottom of page