Buscar
  • sindicatoruralderioverde

RIO VERDE É A PRIMEIRA CIDADE DO BRASIL A TER A TECNOLOGIA 5 G NO CAMPO




Quinto município no ranking nacional do valor de produção agrícola (2019), segundo maior produtor de milho do país e décimo em soja, maior produtor de sorgo de Goiás, destacando-se ainda na produção de aves e suínos, Rio Verde será mais uma vez protagonista no campo, desta vez, com a instalação de forma experimental da tecnologia 5G.

Duas torres já foram acomodadas na cidade, uma na Fazenda Nicolly e outra no Centro de Excelência em Agricultura Exponencial e amanhã, três de dezembro, acontece o lançamento oficial.

A cidade será a primeira do país a testar a tecnologia na zona rural, uma parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), o Instituto Federal Goiano (IF Goiano) e a operadora de telefonia Claro.

A rede 5G neste primeiro momento estará disponível apenas para a área rural, não se encontrando disponível para uso da população, uma vez que a autorização da operadora claro é apenas para o uso experimental. Mas, a tecnologia estará à disposição de quem frequentar o Centro de Excelência.

A expectativa para a implantação da tecnologia é das melhores e o presidente do Sindicato Rural de Rio Verde sabe da seriedade de se levar tal tecnologia ao campo. “Ter um sinal de qualidade, esse é o grande desafio do produtor rural para se trabalhar com as altas tecnologias que constantemente chegam ao campo, uma vez que são oferecidos sinais de internet que nunca atendem a zona rural. Nossa expectativa com a chegada da Tecnologia 5G é muito grande e esperamos que ela se apresente da maneira que está sendo oferecida”, comenta o presidente Luciano Jayme Guimarães.

O vice-presidente do Sindicato Rural de Rio Verde, Ênio Fernandes, reforça que será um ganho enorme para o produtor rural. “A internet por si só já revolucionou o trabalho do homem no campo e a rede 5G deverá trazer benefícios que a gente nem arquiteta”.

Segundo dados do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura, atualmente apenas 18,5% da população rural no Brasil possui conexão com a rede 4G.


0 comentário