Parceiros

 

© Copyright 2018 - Sindicato Rural de Rio Verde Goiás 
Todos os direitos reservados

+55 64 3051-8700

 

Rua 72 Q, 22 - Bairro Popular,
Rio Verde/GO

 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
assinatura branca pqn.png
Buscar
  • sindicatoruralderioverde

PRODUTORES RURAIS, ESTUDANTES E PROFISSIONAIS PARTICIPAM DA JORNADA TECNOLÓGICA



O Salão Verde do Sindicato Rural de Rio Verde lotou no primeiro dia da 10ª edição da Jornada Tecnológica, evento idealizado pelo Sindicato Rural de Rio Verde e organizado pela Faeg Jovem.

Produtores rurais, estudantes e profissionais da área vieram em busca de informação técnica e de qualidade.

O evento iniciou no período vespertino desta quarta-feira, com a palestra sobre o Mercado Agrícola, realizado por Susan Sutherland diretora agrícola da Bolsa de Chicago, Roberta Paffaro diretora regional da Bolsa de Chicago e Tarso Veloso diretor da ARC Mercosul. A palestra abordou assuntos pertinentes como História Agrícola de Futuros e Opções, Ferramentas de gerenciamento de risco, Impacto da Volatilidade e Impactos geopolíticos e climáticos. Os palestrantes explicaram que muitas empresas têm exposição aos mais diversos tipos de risco, como por exemplo preços agrícolas, custos de energia, financeiros e flutuações da moeda e explanaram sobre a Bolsa de Chicago, o primeiro mercado de futuros da era moderna do mundo, com uma constituição e princípios.

Durante a noite, o evento iniciou com a abertura oficial.

Antes das autoridades iniciarem a abertura, a orquestra de violeiros e sanfoneiros de Rio Verde fez uma belíssima apresentação.

Representando o Sindicato Rural, o diretor Antônio Carlos Bernardes falou da importância da realização do evento. “Por anos fui o responsável pela organização da Jornada Tecnológica e este ano passei a responsabilidade para o grupo Faeg Jovem, que cumpriu brilhantemente a missão. Precisamos levar informação para todos os setores do agronegócio, informação de qualidade e a Jornada está trazendo isso e muito mais”.

O presidente da Faeg Jovem, Weber Dias falou da felicidade e da responsabilidade que o grupo assumiu. “Estamos muito satisfeitos com o resultado, só temos que agradecer a todos os parceiros, patrocinadores e empresas que acreditaram em nosso evento”.

A vereadora Marussa Boldrin também fez o uso da palavra. Falou das ações que vem desenvolvendo como vereadora e do valor do agro para o município.

Para finalizar, o superintendente do Senar, Dirceu Borges, parabenizou toda a comissão organizadora e se colocou à disposição para levar informação ao produtor rural. “A Faeg jovem em todo o estado vem realizando um belíssimo trabalho, mas a equipe de Rio Verde está de parabéns e nos orgulhamos em fazer parte de mais esta grande ação”.

PALESTRAS

A noite contou com duas palestras.

O primeiro a explanar foi Fernando Borges, coordenador técnico do IFAG (Instituição para o Fortalecimento da Agropecuária do Estado de Goiás) que falou sobre star-up e campus party. O palestrante explicou o que é uma star-up e quais as linguagens utilizadas para tal abordagem. “Star-up é uma organização temporária com modelo de negócio receptível e escalável e as empresas mais inovadoras sabem da importância desta ferramenta, por isso tem investido quase 1/3 a mais do que outras empresas”. Implantar formatos inovadores de trabalho é essencial para a competitividade das organizações”.

A segunda palestra da noite foi com Pedro Henrique Pereira, assessor técnico da superintendência de relações internacionais da CNA Brasil, que palestrou sobre as relações internacionais no agronegócio. O palestrante explicou que a Superintendência de Relações Internacionais da CNA é dividida em três grandes áreas de atuação: Negociações Internacionais que tem o objetivo de defender os interesses do produtor nacional, negociando novos acordos internacionais e consequentemente a redução de barreiras ao comércio; Inteligência Comercial que além de fazer todo o processo de coleta de dados e transformá-los em informações passiveis de entendimento para o produtor rural e o público internacional, também gerência as redes sociais do Sistema CNA/SENAR em inglês - Brazilian Farmers e Promoção de Imagem, que abrange dois grandes projetos: AgroBrazil e InterAgro. Ambos os projetos buscam a promoção da imagem internacional da instituição para uma melhoria da competitividade do agronegócio brasileiro. Pereira abordou ainda sobre a importância do produtor rural estar atento as negociações internacionais e que o Brasil é um grande player no comércio e produção mundial de alimentos e produtos do agronegócio. “Nem sempre o produtor brasileiro sabe a importância das negociações e das informações do mercado internacional, por isso a CNA está sempre em busca de alternativas que viabilizem as informações”.