top of page
Buscar
  • Foto do escritorsindicatoruralderioverde

O AGRONEGÓCIO NA MIRA DA INOVAÇÃO E DOS SERVIÇOS ESPECIALIZADOS

SIMPLE AGRO EXPANDE PARA SIMPLIFICAR E DESENVOLVER O

ECOSSISTEMA DE INOVAÇÃO COM FOCO NO AGRONEGÓCIO


Nesta terça-feira (13/09), o Sindicato Rural de Rio Verde foi sede para a apresentação de um Hub de Inovação, a Simple Agro.

A plena expansão do agronegócio no Brasil, alavancado pela

transformação digital não somente no campo, mas em toda a cadeia que

compreende desde produção, insumos, distribuição e o consumo, proporcionou

um leque de oportunidades em diferentes setores, principalmente no Sudoeste

Goiano, privilegiado pela sua localização estratégica e relevante participação do

PIB do agronegócio brasileiro.

Nesse contexto, as possibilidades e vantagens que permitem o país

configurar nos primeiros lugares do ranking entre os maiores produtores

agrícolas do mundo, propiciou que profissionais engajados e disruptivos de

diferentes áreas do conhecimento advindos de instituições de ensino e pesquisa,

do governo e do mercado de trabalho que, compartilhando o mesmo ideal, se

conectaram e embarcaram na jornada do empreendedorismo, com o desafio de

desenvolver o ecossistema de inovação no sudoeste goiano.

E foi assim, que em 2018 surgiu a Simple Agro, inicialmente com foco no

desenvolvimento de soluções de base tecnológica para a agroindústria e para o

campo. Agora coloca em prática o que um dia foi apenas um sonho, a criação

de um HUB de Inovação e que neste ano de 2022 se tornou realidade, nasce

assim o SIMPLE HUB.

O HUB tem o objetivo de estabelecer a conexão entre os atores do

ecossistema de inovação, desenvolver, validar e ofertar tecnologias em produtos

e serviços que promovam soluções para os desafios do agronegócio. Dessa

forma, os produtores rurais e toda cadeia agroindustrial, poderão contar com

profissionais altamente qualificados e que os apoiarão na solução dos problemas

encontrados no dia a dia do campo e na indústria.

O SIMPLE HUB atuará por meio dos seguintes eixos: Comunidades e

Oportunidades; AGtech; Bioindústria; Fintech; e Carbono.

O time que irá desenvolver as áreas de negócio e atuar na operação é

formado por jovens empreendedores que apostaram alto no negócio.

Inicialmente estão sendo envolvidos mais de 20 especialistas, mestres e

doutores, alguns com vasta experiência no agronegócio e que já viveram a

prática do setor.

O SIMPLE HUB abrange um portfólio inicial de 42 investidores e 5

iniciativas nos eixos de atuação, prontos a receber e selecionar projetos

sinérgicos, ofertando nos próximos três anos programas de incubação e

aceleração de modelos de negócios de base tecnológica para o agro.

ESPAÇO FÍSICO

O SIMPLE HUB funcionará em dois espaços diferentes. Um deles colaborativo

com mais de 2.000m² e o outro espaço destinado aos projetos de pesquisa e

desenvolvimentos de novas tecnologias, abarcados em aproximadamente

20.000m².

Para que haja fluidez, estabelecimento de conexões e geração de negócios,

esses espaços serão ponto de encontro entre diferentes agentes do ecossistema

de inovação como produtores rurais, investidores, governo, parceiros, mentores,

empresas do agronegócio e profissionais de instituições de ensino e pesquisa e

do mercado.

O projeto está sendo custeado por um grupo de investidores que já aportaram

mais de 20 milhões de reais na primeira rodada

0 comentário

Comments


bottom of page