top of page
Buscar
  • Foto do escritorsindicatoruralderioverde

Cadeia leiteira terá mais apoio no FCO


A cadeia leiteira é atividade presente em 99% dos municípios brasileiros, gerando renda e garantindo produção de matéria prima para vários alimentos. Para fomentar a atividade e financiar projetos que contribuam para o melhoramento genético do rebanho, será disponibilizado uma linha de crédito especial para bovinocultura de leite no Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).


Pela proposta serão destinados R$ 300 milhões para cadeia leiteira goiana, com as mesmas taxas de juros do FCO Verde, 7% ao ano, prazo de pagamento de 15 anos e carência de quatro anos. Além de que os pequenos e médios produtores poderão financiar 100% dos projetos de produção de leite e os de mini, pequeno e médio porte vão ter taxa zero na compra de material genético.


O FCO do leite é de autoria do Governo de Goiás, apoiada pela Faeg- Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás e enviada ao Ministério de Desenvolvimento Regional e deve ser homologada pelo Conselho Deliberativo de Desenvolvimento do Centro Oeste (Condel/Sudeco), em dezembro.

O secretário de Estado da Retomada e presidente do Conselho de Desenvolvimento do Estado (CDE), órgão gestor do FCO em Goiás, César Moura, explicou que a estimativa é contemplar 2,5 mil pequenos produtores goianos com o FCO Leite. "O crédito terá juro menor e prazo maior, tornando o negócio mais atrativo para trazer de volta produtores que desistiram da produção e atrair novos", contou.


A outra proposta é criar contratos futuros para entrega de leite, com garantia de preços mínimos, que seriam assinados com as indústrias. A ideia é que este "contrato amarrado" dê mais segurança para todas as partes, incluindo a instituição financeira, para a liberação dos financiamentos. "Vamos solicitar que ele seja aceito pelo Banco do Brasil como pontuação para facilitar a aprovação do empréstimo. Isso também fará com que a indústria deixe de adquirir leite de fora do estado", disse o secretário.


Os recursos do FCO vão servir de incentivo para produtores que já são da área e a atrair novos.



Com informações de O POPULAR

Foto: Fredox Carvalho

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page